Joana Amaral Dias legaliza movimento AGIR sem assinaturas porque aproveita a antiga União Nacional

Vítor Elias 23 de Março de 2015

Joana Amaral Dias vai ser a cabeça de lista do AGIR, formação que se legalizará sem necessidade de assinaturas aproveitando o já existente Partido Trabalhista Português (PTP) e, ao que o IP apurou, também a antiga União Nacional. “Já temos aqui todas as assinaturas de que necessitamos. Olhem, até o Marcelo Caetano é militante do AGIR”, explicou Joana Amaral Dias. “O que importa é formar partidos, não importa como. Os partidos são os novos subsídios da UE”, garantiu. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo