Mark Zuckerberg admite que Facebook teve de meter mais pessoal para gerir volume de tráfego com guerras Isabel Moreira/Ana Gomes e Bruno de Carvalho/Filipe Vieira

Mário Botequilha 19 de Fevereiro de 2015

A Humanidade esteve à beira da histeria colectiva, nos últimos dias, caso tivesse ocorrido o anunciado colapso do Facebook. Mark Zuckerberg ligou ao João Henrique de O INIMIGO e explicou que as guerras intestinas do PS e do futebol português obrigaram o Facebook a meter mais pessoal e servidores e a comprimir as imagens do pôr-do-sol com frases do Dalai Lama ou de Lobo Xavier para apenas 15 KB. “Parem lá com isso. Se querem andar à porrada, vão para a caixa de comentários do Diário Económico ou para as portagens de Paderne, como as pessoas normais, ora chiça”, pede o homem. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo