Fertilização com ADN de três pessoas permite gerar filhos da liderança tricéfala do Bloco

Alexandre Parreira 7 de Fevereiro de 2015

A alteração legal no Reino Unido que permite gerar crianças a partir do ADN de três pessoas vai dar a possibilidade ao Bloco de Esquerda de criar filhos de três líderes, depois do empate tripartido no Congresso de novembro. A ideia foi bem acolhida e está já em prática. Neste momento, o Bloco está a preparar uma produção em série de militantes gerados em laboratório, num complexo industrial situado na região da Grande Lisboa. É uma estratégia que, não só aumenta o número de militantes, como permite ao partido colmatar a falta de ligação ao movimento operário através do contacto com os milhares de trabalhadores que vão trabalhar nas fábricas. AP

Tópicos

Últimas

Do arquivo