Tribunal de Contas diz que TGV não teria viabilidade financeira e CDS contrapropõe uma rede nacional de transporte público com submarinos

Mário Botequilha 8 de Janeiro de 2015

Segundo o Tribunal de Contas, o projecto do TGV nunca teria viabilidade financeira, mesmo que fosse construído gratuitamente por Mário Lino com a ajuda de José Lello e da betoneira do cunhado ao fim-de-semana.

O CDS comentou finalmente o parecer do TC e sugere, em alternativa, uma rede mais barata e eficiente de transporte público em submarino, começando com os eixos estratégicos Sines/Aeroporto de Beja, Berlengas/Badajoz, VCI/Gulpilhares e Orçamento de Estado/Escritórios de Advogados (ligação à Linha Amarela e à Goldman Sachs). MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo