Luvas dos submarinos têm perdão fiscal e cada submarino conta como 0,3 filhos no quociente do IRS

Vítor Elias 15 de Dezembro de 2014

Segundo os jornais, vários membros da família Espírito Santo já pediram uma amnistia fiscal pelas luvas que receberam na compra dos submarinos, mas a generosidade fiscal, apurou o IP, não se vai ficar por aí. Assim, os amnistiados poderão ainda contar cada submarino como 0,3 filhos no quociente do IRS e deduzir como despesa de Educação todas as valiosas lições que tiraram sobre a falência do BES. As irmãs do Ricardo Salgado que fazem bolos a recibos verdes ficam isentas de pagar a Segurança Social. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo