Vice-primeiro-ministro imita Kim Jong-un: a partir de 1 de Janeiro, nenhum outro português poderá chamar-se Paulo Portas

Mário Botequilha 3 de Dezembro de 2014

Vem aí uma corrida às conservatórias. Os muitos milhares de portugueses que idolatram o vice-primeiro-ministro e por isso chamaram Paulo Portas aos filhos e filhas ou alteraram o nome para Paulo Portas ou tatuaram o nome Paulo Portas nas omoplatas vão ter de desistir da ideia. Tal como Kim Jong-un, que acaba de proibir os norte-coreanos de terem um nome igual ao dele, o Vice também entende que Portas há só um, o dos submarinos e mais nenhum. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo