Recluso 44 vestindo a farda prisional entrou na cabine telefónica da prisão de Évora, mudou de roupa e transformou-se no Super Sócrates vestindo um fato Armani

António Marques 28 de Novembro de 2014

Após 5 dias de silêncio, o recluso 44 reagiu à detenção, interrogatório e prisão preventiva numa carta ditada ao advogado a partir de uma cabine telefónica da prisão de Évora e voltou a ser o mítico Animal Feroz: “O recluso 44 entrou calmamente na cabine telefónica vestindo a farda prisional mas quando saiu da cabine telefónica o Super Sócrates vestia um fato Armani! Foi incrível!“, testemunhou um guarda prisional. A.M

Tópicos

Últimas

Do arquivo