Timor-Leste provoca efeito dominó: Massamá expulsa Passos Coelho porque também prefere profissionais mais qualificados

Mário Botequilha 4 de Novembro de 2014

O ministro timorense dos estrangeiros explicou a expulsão de magistrados portugueses de Díli com o argumento de que prefere ter lá profissionais de outro gabarito, como um Marinho Pinto ou um Jorge Coroado.

Massamá aproveitou este precedente e correu com Passos Coelho, explicando que “preferimos quadros com outras qualificações e não estes formadores de pessoal de aeródromos da Tecnoforma. Além disso, o Miguel Relvas vinha cá muitas vezes visitá-lo, o que dava mau nome à freguesia”, explicam as forças vivas de Massamá e Monte Abraão. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo