Passos Coelho garante que o Nuno Crato não se vai reformar antecipadamente aos 60 anos de idade

Vítor Elias 23 de Outubro de 2014

Em 2015, a reforma antecipada volta a ser possível aos 60 anos de idade, desde que o trabalhador tenha 40 anos de descontos, mas Passos Coelho declina que tal opção possa ser tomada por Nuno Crato. “Ele ainda não tem 60 anos, mas, mesmo que tivesse, eu não o deixava reformar-se. É uma escolha minha, é uma boa escolha e, pelas barbas do Pacheco Pereira, o homem há-de ser ministro da Educação até lhe dar uma coisinha má, lá para os 80 anos de idade”, garantiu o primeiro-ministro. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo