Durão Barroso deixa a UE mais forte porque quase todos os países europeus se uniram contra ele

Vítor Elias 22 de Outubro de 2014

Durão Barroso gabou-se, ontem, quando fazia a análise dos seus dois mandatos à frente da Comissão Europeia, que deixou uma UE mais forte, legado confirmado ao IP por todos os países membros. “Quando entrámos na UE, não tínhamos nada em comum com os ingleses ou os italianos. Hoje em dia temos: o nosso ódio e profundo desprezo ao José Manuel Barroso”, explicou fonte do Governo polaco. “É um legado extraordinário: eu preferia reunir-me todos os dias com a Angela Merkel a cruzar-me no corredor uma vez por ano com o Barroso. Nunca pensei que alguém conseguisse fazer isso”, confirmou David Cameron, impressionado. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo