Aceitação da homossexualidade por parte do Vaticano leva Marinho e Pinto a criar a sua própria religião

Vítor Elias 14 de Outubro de 2014

No que está a ser apelidado de “terramoto”, o Vaticano decidiu que os homossexuais têm “dons e qualidades a oferecer” e abriu a porta à aceitação de casais do mesmo sexo. Tal guinada enfureceu Marinho e Pinto, para quem um homem e uma mulher da mesma altura já fazem um casal aberrante, tendo decidido, depois de fazer um novo partido, criar uma nova religião. O Marinhismo passa assim a ser uma religião oficial no qual o Messias é Marinho e Pinto, sendo que vai proselitar para a província porque não tem dinheiro para igrejas de jeito em Lisboa. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo