Solução do Governo para travar eventuais jihadistas portugueses é aumentar-lhes o IRS

Vítor Elias 22 de Setembro de 2014

O ministro Aguiar-Branco garante que o Governo tem uma estratégia para impedir portugueses de se juntarem ao Estado Islâmico, apesar de ser diferente da francesa. “A nossa é mais simples: aumentar-lhes tanto os impostos que fiquem sem dinheiro para o bilhete de autocarro para Odivelas, quanto mais para o Médio-Oriente”, explicou o ministro que está a trabalhar no caso com a ajuda da colega Maria Luís Albuquerque. Por outro lado, o Governo garante que, se jihadistas estrangeiros milionários quiserem construir campos de treino em Portugal, receberão “vistos gold”. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo