Jornalista que esgotou todos os trocadilhos possíveis com o nome Espírito Santo fez notícia “BESame mucho“

António Marques 27 de Julho de 2014

A crise BES fez de cada jornalista português um Pedro Bidarra e surgiram trocadilhos como “Espíritos Santos da casa não fazem milagres“, “Grupo Espírito Santo reza ao Espírito Santo“ ou “Pai, Filho e Grupo Espírito Santo“. Esgotados os trocadilhos, os jornalistas atacaram o filão BES, com “BESame mucho“, “ Passar de BEStial a BESta“ ou “Era uma BES na América“. Nem o novo CEO do BES Vitor Bento escapa aos trocadilhos como “No BES sopra um Bento de mudança“, “BES: E tudo o Bento levou“ ou “investidores adoram Vitor Bento: É dos carecas que eles gostam mais“. AM

Tópicos

Últimas

Do arquivo