Pinilla tatuou nas costas o golo falhado frente ao Brasil, Miguel Relvas tatuou no braço tentativa falhada de vender a TAP

Vítor Elias 3 de Julho de 2014

O chileno Pinilla não esquece o golo que falhou no último minuto frente ao Brasil, tatuando esse momento no seu braço.

Ao que o IP apurou, Miguel Relvas era feito algo parecido, tatuando a sua imagem e a do German Efromovich sentados à mesa quando estiveram quase, quase a acertar a privatização da TAP, frustrada no último minuto quando Efromovich não conseguiu apresenta as garantias bancárias de 25 milhões de euros. “Foi uma derrota muito dolorosa para o Miguel Relvas”, confirmou o tatuador. “Ele chorava tanto ao lembrar-se desse momento fatídico que as lágrimas estragaram-lhe o telemóvel que tinha colado ao ouvido”. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo