Passos Coelho quer ‘fazer a função pública respirar’, nomeadamente gás-mostarda

Vítor Elias 24 de Abril de 2014

Durante uma conferência sobre o “pós-‘troika”, Passos Coelho garantiu que, nos próximos anos, quer “fazer a função pública respirar”.

“É verdade, absolutamente verdade, quero que os funcionários públicos venham à tona, abram bem a boca e respirem imensas golfadas de gás-mostarda, após o que desejo com toda a sinceridade que respirem fundo e encham os pulmões com fumo de tubo de escape”, garantiu o primeiro-ministro. “Tudo farei para que os funcionários públicos respirem, despedindo-os a todos para poderem ir passear para jardins”. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo