Corte nas pensões vai ser determinado pela economia, pela demografia e pela astrologia

Mário Botequilha 27 de Março de 2014

Passos Coelho e Paulo Portas estão a estudar algo a que chamam “um mecanismo para ajustar as pensões” a partir de 2015, um eufemismo pacóvio que significa novos cortes nas reformas.

Segundo o governo, os cortes serão apurados em função da economia e da demografia, mas o INIMIGO e a D. Tânia da Praça da Alegria sabem que será principalmente a astrologia a ditar em quanto é que os reformados ficam a arder. “Se o ascendente de não sei quê for não sei quantos, corta-se. Se for ao contrário, também se corta”, explica Passos a rir. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo