Joseph Blatter sobre a Bola de Ouro de CR7: ‘O que teve que ser teve muita força’

Vítor Elias 14 de Janeiro de 2014

Em declarações ao IP, Joseph Blatter explicou a razão de a sua predilecção irrevogável por Messi ter acabado com o presidente da FIFA a declarar CR7 o melhor jogador do mundo.

“Depois daquele meu momento Badaró, em que imitei o Ronaldo, tive de alargar o prazo de votos para que ele ganhasse a Bola de Ouro. Foi a pensar no bem da nação do futebol e blá, blá, blá. Olhem, foi para me aguentar no tacho mais algum tempo. O que teve de ser, teve muita força”, explicou Blatter, que entrou na gala da FIFA ao som dos AC/DC. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo