Troika admite programa cautelar mesmo que o PS, o PSD e o CDS-PP não o subscrevam

Vítor Elias 18 de Novembro de 2013

A “troika” admite um programa cautelar de ajuda a Portugal mesmo que o PS não o subscreva.

Mais, o IP apurou que a “troika” admite u programa cautelar a Portugal mesmo que PS, PSD e CDS-PP não o subscrevam, nem tão-pouco todos os outros partidos com assento parlamentar, os restantes partidos que só têm assento nos banco de jardim e do próprio Cavaco Silva. “Basicamente, Portugal vai ter um programa cautelar quer queira quer não, é mais ou menos como as criança com os brócolos cozidos”, explicou Subir Lall. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo