Paulo Portas promete uma batalha de Aljubarrota financeira

Vítor Elias 5 de Novembro de 2013

Após ter comprado a saída da “troika” de Portugal à restauração da Independência de 1640, Paulo Portas foi hoje mais longe e prometeu que ele próprio, caso a “troika” queira ficar por cá, vai corre-la do país à bordoada com a táctica do quadrado de Nun’Álvares, enfiando os representantes do FMU, CE e BCE num forno, à maneira da padeira de Aljubarrota, e fazendo deles pães com chouriço que distribuirá à população nacional. “A mim, mim, a por São Jorge, matemos os traidores”, berrou Paulo Portas no Largo do Caldas. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo