Concorrente da Bimby é a “Made in China” Yammi que é muito mais barata mas só faz receitas à base de carne de cão e gato

António Marques 26 de Outubro de 2013

Quando a Bimby surgiu, foi anunciada como a salvação dos homens que não sabiam cozinhar e a publicidade dizia que bastava atirar para dentro da máquina uma lata de Atum Minipreço, sem ser preciso abrir a lata e a Bimby, em 5 minutos, cozinhava um bacalhau com puré de grão em cama de lavagante à chef José Avillez e o prato já vinha com 1 estrela Michelin, mas a cena não é bem assim, é preciso meter lá os ingredientes e dar à manivela (ora porra, para isso come-se numa tasca por 5 euros e vê-se o Benfica na Sport TV!). Surgiu agora no mercado a Yammi, que custa 349 euros, enquanto a Bimby custa 966 euros (Meu, isto dá para comprar embalagens de refeições pré-cozinhadas para o microondas até 2099!) e segundo dizem, a coisa anda elas por elas. Por isso já sabe, se o caro leitor é solteiro e rico, compra uma Bimby, se é solteiro e remediado, compra uma Yammi e se é solteiro e esperto, convence a namorada a cozinhar todos os dias para si. E ao contrário da Yammi e da Bimby, a Bimba trabalha na cozinha e na cama! AM

Tópicos

Últimas

Do arquivo