Desempregados dispostos a trocar direito à vida por um emprego no Estado

Alexandre Parreira 6 de Setembro de 2013

Vários milhares de desempregados vieram dar razão a Passos Coelho e assegurar que estão dispostos a trocar, sem qualquer hesitação, o direito à vida por um emprego na administração pública.

É a prova, como disse o Primeiro-ministro, que a Constituição não ajudou em nada estas centenas de milhares de desempregados e que vários dos direitos, liberdades e garantias poderiam ser muito mais úteis em versão voucher que pudesse ser trocado no mercado. “Eu cá por mim, que sou uma pessoa simples, até abdico do direito à liberdade de expressão e de dois ou três habeas corpus se me derem uma refeição quente por dia”, garante um desempregado que não come desde que perdeu o subsídio porque, tudo o que consegue cravar, serve para pagar a assinatura da Sport TV, Sport TV Live e Benfica TV. AP

Tópicos

Últimas

Do arquivo