Benfica-FC Porto de bebés de 3 anos acaba em pancadaria entre jogadores e adeptos das duas equipas

António Marques 8 de Junho de 2013

Longe vão os bons velhos tempos em que Benfica e FC Porto eram amigos, depois rivais e depois inimigos, hoje Benfica e FC Porto são inimigos mortais (já o Sporting, depois da belenização, está a caminho da canonização, toda a gente, benfiquistas e portistas incluídos, gosta do Sporting.

Mau sinal, pois Oscar Wilde diz que “Um homem ser estimado por todos, eis a maior prova da sua mediocridade“!). Na final do campeonato de Juvenis entre FC Porto e Benfica, houve pancadaria e o mesmo acontece em todos os desportos onde águias e dragões se defrontam (se xadrezistas do Benfica e do FC Porto se defrontarem, é certinho que há porrada nas bancadas!). Vieira deve reflectir com a frase de Voltaire: “Que Deus me proteja dos meus amigos. Dos inimigos, cuido eu“. E Pinto da Costa deve reflectir com a frase de Napoleão: “Quem luta demasiado com um inimigo, ensina-lhe toda a sua arte de guerra“. AM

Tópicos

Últimas

Do arquivo