Vieira diz que a fé depositada em Jesus é sacrossanta e garante que o Benfica não é o Chipre

Fábio Benídio 24 de Maio de 2013

Independentemente do que vier a acontecer ao minuto 92, na final da Taça de Portugal, a época do Benfica será, para todos os efeitos, uma época fenomenal, Jorge Jesus continuará a ser o melhor treinador do mundo, o Barbas uma referência estética para a próxima geração e o Rui Gomes da Silva um Heidegger por burilar, mas em versão cabeçorra.

Contudo, e no intuito de acalmar os sempre voláteis mercados de couratos e bifanas das imediações do Estádio da Luz, Luís Filipe Vieira já veio a público garantir que, “para o ano, se Deus quiser, o Benfica vai ser campeão e, provavelmente, irá vencer a Liga dos Campeões. O Benfica não é o Chipre, podem ter a certeza. A fé que depositarem no Jorge Jesus é sacrossanta e os juros ser-vos-ão pagos em Taças da Liga”. Antes do fecho da edição a credibilidade do presidente dos encarnados e a coloração 365 da Matisse Garnier negociavam em máximos de 2008. FB

Tópicos

Últimas

Do arquivo