Isaltino pediu para ir a manif do 1 de Maio de país sem acordo de extradição com Portugal

Mário Botequilha 1 de Maio de 2013

O Dia do Trabalhador celebrou-se hoje em todo o mundo e Isaltino Morais, com a abrangência ideológica que o caracteriza, pediu ao carcereiro da PJ se podia sair da cela para desentorpecer as pernas na manifestação do 1 de Maio de um país esquecido do mundo que não tivesse acordo de extradição com o estado português e precisasse dos serviços de um especialista em rotundas com repuxo. Antes disso, Isaltino solicitara uma saída precária para comprar maruca com desconto no Pingo Doce. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo