Acórdão do Tribunal Constitucional declara que Miguel Relvas não é constitucional

Vítor Elias 4 de Abril de 2013

A anulação da licenciatura de Miguel Relvas por parte do colega de Governo Nuno Crato não está, ao contrário do que dizem, por trás de demissão daquele.

Na realidade, ao que o IP apurou, o que se passa é que, amanhã, o Tribunal Constitucional vai determinar que a simples existência de Miguel Relvas no Governo em particular e neste país em geral viola os mais básicos direitos constitucionais, pois não foi para termos um Relvas no Governo que se fez Abril e que o Pingo Doce faz promoções no 1º de Maio. Miguel Relvas que, como disse na conferência de imprensa, só pensa no superior interesse da nação, deverá portanto abandoná-la já amanhã. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo