Vale e Azevedo aproveitou uma saída precária da cadeia e assaltou a bilheteira do Estádio da Luz

António Marques 3 de Abril de 2013

Enquanto o Benfica goleava na Luz o Rio Ave, decorria um assalto no Estádio da Luz.

Quando a empresa de segurança tinha recolhido o dinheiro da venda de bilhetes , foi surpreendida por 3 indivíduos, de fato e gravata, que disseram ser membros da troika. O representante do FMI, um sujeito que os funcionários da Securitas recordam como “ Um tipo alto, gordo, careca e com uma incrível lábia “ perguntou quanto tinha sido a receita do jogo e ao saber que eram 25 mil euros , afirmou que “ O memorando da troika obriga a que o Benfica pague uma Taxa de 25 mil euros” e após receber o saco com o dinheiro, partiu num luxuoso Rolls Royce com motorista. Já “ A Bola ” diz que o árbitro Pedro Proença também deve estar envolvido no assalto , pois desde o Benfica-Porto da época passada, Pedro Proença costuma roubar bué o Benfica no Estádio da Luz. A.M

Tópicos

Últimas

Do arquivo