Submarinos de Portas são os únicos a circular nas estradas submersas

Mário Botequilha 2 de Abril de 2013

“Assim se vê como Portugal precisava dos submarinos como de pão para a boca.”

A frase é de Paulo Portas e serviu de lema à entrada ao serviço dos submarinos Arpão e Tridente nas cheias do Tejo, ajudando idosos a atravessar as ruas alagadas ou levando crianças à escola. “Estou a pensar comprar mais quatro. Vou telefonar ao Jacinto Leite Capelo Rego para ele fazer a encomenda”, ameaça o ministro. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo