Tomahawk de CR7 foi parar à Palestina e matou líder do Hamas

António Marques 22 de Março de 2013

O jogo Israel-Portugal de hoje , será lembrado pelas piores razões no Médio Oriente.

Decorria o minuto 46 quando o árbitro marcou um livre directo, a mais de 35 metros da baliza, a favor de Portugal. CR7 ganhou balanço, abriu as pernas e disparou um dos seus famosos “ Tomahawks “ , que passou a escassos centímetros da baliza. Porém, o “ Tomahawk ”, disparado a 234 km/h, saiu do Estádio Ramat Gan e foi parar à Palestina, mais precisamente à sede do Hamas, onde matou o seu líder , Ismail Haniya, que via o jogo pela televisão. O Hamas respondeu ao míssil de CR7 lançando dezenas de rockets contra Israel e uma multidão de palestinianos em fúria queimou bandeiras de Portugal, queimou a camisola 7 de Cristiano Ronaldo e enforcou um boneco de CR7. A.M

Tópicos

Últimas

Do arquivo