Miguel Relvas combinou vender o coração de D. Pedro IV aos brasileiros quando passou o Ano Novo no Rio de Janeiro

Vítor Elias 26 de Fevereiro de 2013

Portugal não vai apenas emprestar o coração de D. Pedro IV, o primeiro imperador do Brasil, às autoridades brasileiras para ser analisado por investigadores.

O coração vai mesmo ser vendido, tendo o contrato sido assinado por representantes de Dilma Rousseff e Miguel Relvas quando este passou o Ano Novo no Copacabana Hotel. Miguel Relvas vai ainda vender aos seus amigos brasileiros um fígado de D. João V, dois rins de D. Maria II e, aos investidores angolanos, reservou a venda dos testículos do D. Afonso Henriques. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo