Há mais pulseiras eletrónicas mas só a de Duarte Lima é da Cartier

Mário Botequilha 17 de Janeiro de 2013

No ano passado registou-se um aumento dos portugueses detidos em casa e, por consequência, um forte incremento na indústria vietnamita de pantufas e nas audiências do Boavista x Setúbal de 1996 da RTP Memória.

A vigilância eletrónica é mais barata para o estado, diz-se, excepto no caso de Duarte Lima que exigiu uma pulseira electrónica Cartier, pantufas em pele de panda e Monica Bellucci. MB

SIGA-NOS NO FACEBOOK

Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo