Um dos modelos para a RTP passa por deixar tudo na mesma e privatizar apenas a senhora que traduz os noticiários para linguagem gestual na RTP2

Vítor Elias 22 de Dezembro de 2012

A cada dia que passa mais eventuais modelos de privatização da RTP surgem na imprensa.

Hoje mesmo fonte ligada a Miguel Relvas (um fabricantes de aventais para a restauração e para a maçonaria) garantiu ao IP que o ministro dos Assuntos Parlamentares pondera agora manter a estação pública nas mãos do Estado e alienar apenas a senhora que traduz os noticiários da RTP 2 para linguagem gestual, que seria vendida a um grande grupo financeiro e substituída pela Marta da “OK! Teleseguros”, passando os surdos-mudos a pagar para manterem o privilégio de serem informados. A senhora poderia ainda ser substituída pelo Ricky van Wolfswinkel, especialista em expressar-se aos adeptos leoninos em linguagem gestual, nomeadamente através do seu dedo do meio. Caso o modelo avance, a senhora da RTP 2 poderá ser contratada por Belém para tentar entender nos gestos de Cavaco Silva o que ele acha sobre a situação económica e política do país, algo que não expressa por palavras há meses, não estando de parte a possibilidade de ser contratada pelo José Malhoa para dançarina de “break-dance”. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo