Acabaram os ‘jobs for the boys’ porque já não há em Portugal ‘jobs for nobody’

Vítor Elias 6 de Dezembro de 2012

O presidente da Comissão de Recrutamento e Selecção da Administração Pública (CRESAP), João Bilhim (à direita na foto), garantiu que acabaram os “jobs for the boys”.

Ao que apurou, isto não decorre de uma nova postura de meritocracia na administração pública, mas do simples facto de a crise ter feito com que tenham acabado os “jobs” para quem quer que seja, “boys”, “girls”, “cats” ou “dogs”. Segundo João Bilhim, os poucos “jobs” que porventura surgirem em Portugal serão todos para “the friends of Michael Grasses”. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo