Detidos nos confrontos com PSP vão fazer trabalho comunitário como calceteiros

Mário Botequilha 15 de Novembro de 2012

Já estão decididas as penas para as pessoas detidas ontem.

A maior parte foi condenada a trabalho comunitário, como calcetar passeios, fazer cafuné a ecopontos ou abraçar polícias. Uns poucos terão de estar presentes à porta do tribunal, nos dias em que Ricardo Quaresma lá apareça, para lhe dizer “Ó homem tenha calma… Ó homem você não desgrace a sua vida…” MB

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo