Maratonista Vítor Gaspar ainda vai fazer os portugueses sentirem mais dor-de-burro

Vítor Elias 3 de Novembro de 2012

Vítor Gaspar afirmou que Portugal já realizou dois terços do “processo de ajustamento”, comparando o país a um “um atleta na fase final da maratona”.

Isto significa, ao que o IP apurou, que será em 2013, no último terço da maratona, que os portugueses vão começar a sentir uma agonizante dor-de-burro, a garganta seca e o corpo a perder todas as forças, até verem os adversários espanhóis e italianos ultrapassarem-nos e vencerem a prova, restando aos maratonistas portugueses a consolação de uma vitória moral. Pior, Vítor Gaspar provavelmente terá no final de 2013 de comparar o processo de ajustamento a uma corrida de corta-mato, quando o PIB nacional for ultrapassado pelo PIB do Quénia. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo