Jesus Cristo foi o responsável pelo aumento brutal da obesidade no Médio Oriente por causa do milagre da multiplicação dos pães

João Henrique 1 de Setembro de 2012

O poder milagreiro de Jesus Cristo tem sido muito destacado ao longo dos tempos. As vantagens foram sobrevalorizadas e os inconvenientes foram propositadamente silenciados.

Mas um livro lançado recentemente apresenta provas de episódios em que várias pessoas ficaram com a vida severamente prejudicada devido aos milagres de Jesus Cristo. Segundo a obra, Jesus de Nazaré curava pessoas sem lhes perguntar se eles queriam mesmo ser curados e isso deu azo a muitos equívocos. “Um cego de Jericó ficou com a carreira musical arruinada porque deixou de ser invisual. As pessoas deixaram de ter pena dele e ele perdeu o factor X. Os peixes multiplicados não tinham sabor, pareciam aqueles peixes da piscicultura, e a transformação da água em vinho fez disparar o número de alcoólicos. As mulheres exorcizadas perderam toda a ousadia na cama e foram abandonadas pelos maridos e dezenas de aleijados curaram-se e já não foram aos Jogos Paraolímpicos ganhar medalhas”, revelou o autor. JH

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo