Organização Mundial de Saúde equipara a crise portuguesa ao Ébola

Vítor Elias 8 de Agosto de 2012

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai mudar os critérios de diagnóstico de doenças mentais como a depressão e a demência, passando a crise económica a ser considerada, pela primeira vez, uma das principais causas das doenças psiquiátricas.

Isto no geral, pois quando se debruçar sobre a crise portuguesa em particular, a OMS vai passar a considerá-la uma pandemia contagiosa semelhante ao Ébola. “É horroroso”, explicou ao IP um técnico da OMS. “Começa com um português a ser despedido e, num ápice, a mulher, os filhos, os vizinhos, o porteiro do prédio, o guarda-nocturno, todos acabam no olho da rua. Até o cão do hospedeiro do vírus da crise acaba no canil”. Se quanto ao Ébola os cientistas sabem que a doença surgiu quando um ser humano foi mordido por um macaco selvagem, portador do alarmante vírus, já quanto à crise portuguesa as suspeitas são muitas, mas ainda não existem certezas. Ainda assim, a OMS desconfia que o “macaco” que transmitiu a crise aos portugueses pode ter sido o José Sócrates, o Teixeira dos Santos ou o Vítor Gaspar. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo