Miguel Relvas ultrapassa Michael Phelps em medalhas olímpicas

Vítor Elias 1 de Agosto de 2012

O nadador norte-americano Michael Phelps, conhecido como “o tubarão de Baltimore”, tornou-se o atleta olímpico mais medalhado de todos os tempos, com 19 medalhas, batendo o recorde da antiga ginasta soviética Larissa Latynina, que já datava de 1964.

Porém, a alegria de Phelps foi sol de pouca dura, uma vez que, hoje mesmo, pode ler-se no site do Governo, consultando o currículo de Miguel Relvas, que o ministro acabou de bater esse recorde, após ter dado dois mergulhos na praia do Estoril – o que lhe deu equivalência a 17 medalhas de ouro em estilo livre – e de ter lavado os pés na torneira pública – o que lhe deu equivalência a 5 medalhas de prata em mariposa. Miguel Relvas, conhecido como “o red-fish de São Caetano à Lapa”, pulveriza assim o recorde do norte-americano, mostrando mais uma vez que é imparável e uma mais-valia essencial a este Governo. Para mais, as piruetas argumentativas e saltos mortais dialécticos que têm utilizado para justificar o seu polémico diploma acabaram de lhe dar equivalência a 15 medalhas em salto para a água, batendo assim o recorde do mítico Greg Louganis. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo