Bruxelas promete preliminares e muito lubrificante para suavizar ajustamento dos portugueses

Mário Botequilha 17 de Julho de 2012

O FMI vai enviar mais uma tranche de 1,48 mil milhões de euros (e 17 cêntimos) para as PPP e duas tranches de cherne para a mesa do canto.

O Fundo Monetário Internacional atribuiu um “gosto” e três “lolões” ao cumprimento português do memorando da Troika e elogiou a consolidação orçamental, que trilha um bom caminho exceptuando aquela parte de estar descontrolada. A Comissão Europeia, por seu lado, utilizou a expressão de Vítor Gaspar, “facilitar o ajustamento necessário”, no relatório sobre a última visita da Troika ao Terreiro do Paço e à casa de Eduardo Catroga. Bruxelas não explica o que isto significa, mas o INIMIGO e o “Record” apuraram que se trata de miminhos, preliminares fofinhos, festinhas, músicas das “Doce” e muitos garrafões de lubrificante para, então sim, ajustarem os portugueses à força toda. MB

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo