Miguel Relvas tirou curso num ano porque Jorge Silva Carvalho entregava-lhe ‘clipping’ sobre as matérias do segundo e terceiro ano

Vítor Elias 4 de Julho de 2012

Descobriu-se agora que Miguel Relvas começou o seu curso de Ciência Política e Relações Internacionais na Universidade Lusófona em Setembro de 2006 e concluiu-o em Outubro de 2007, pouco mais de um ano depois.

A notícia está a causar um escândalo, mas o IP sabe que o ministro nada fez de irregular. Na realidade, enquanto aprendia os rudimentos da ciência política no primeiro ano da licenciatura, o super-espião e super-amigo Jorge Silva Carvalho entregava-lhe, todos os dias, um relatório sobre as cadeiras dos segundo e terceiro anos, tendo obtido essas informações frequentando o curso disfarçado de tocador de cavaquinho de uma tuna académica. Com todos esses recortes em seu poder, o hiperactivo Miguel Relvas conseguiu facilmente concluir a licenciatura em muito menos tempo do que os seus colegas, que não tinham acesso a informações privilegiadas. Também devido a ter sido informado por Jorge Silva Carvalho sobre os melhores bares e discotecas em Benidorm para se apanhar tosgas, Miguel Relvas concluiu a sua viagem de finalistas em apenas dois dias. VE



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo