Selecção espanhola pede que o seu banco de suplentes seja resgatado

Vítor Elias 27 de Junho de 2012

O medo que a selecção espanhola tem a Cristiano Ronaldo é tal que, hoje mesmo, o seleccionador Vicente Del Bosque confessou que o seu banco de suplentes não tem condições para travar o avançado português, se tal for necessário.

A situação do banco é catastrófica e a Espanha já terá pedido à Alemanha que lhes empreste o Özil, o Khedira e o Schweinsteiger, para os meterem em campo depois do intervalo, mas Angela Merkel, ao que o IP apurou, recusou o pedido, alegando que as selecções do Sul da Europa devem resolver os seus próprios problemas técnico-tácticos, apesar de François Hollande defender que devia haver uma política de crescimento e que a Espanha devia marcar o Cristiano Ronaldo com uma dúzia de defesas centrais. Em desespero de causa, a Espanha pondera pedir ao FMI que lhes empreste o Messi. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo