Passos Coelho defende que a onda de canibalismo que assola os EUA pode ser uma oportunidade para os jovens portugueses

Fábio Benídio 6 de Junho de 2012

Os dois casos de canibalismo que ocorreram nos Estados Unidos, na semana passada, chocaram a opinião pública, mas não impressionaram Pedro Passos Coelho, que até vê naquela prática hedionda uma oportunidade para os jovens portugueses desempregados.

“O canibalismo não tem de ser um drama. O facto de se ter umas coxinhas carnudas que vão bem com molho de escabeche deve ser visto como uma oportunidade e não como um estigma. Quem me dera que nos meus tempos da JSD eu tivesse tido a oportunidade de ir lá para fora e que um dos meus braços tivesse servido de refeição a um qualquer sem-abrigo. Por isso é que eu digo, principalmente aos jovens, que não se devem acomodar à ideia de ter dois braços ou duas pernas e que o tempo de se ter o nariz garantido já acabou”, adiantou Passos Coelho. FB

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo