Mordomo do Papa tinha milhares de documentos secretos e era conhecido no Vaticano pela alcunha de “Silva Carvalho“

António Marques 30 de Maio de 2012

Paolo Gabriele, o mordomo do Papa, foi preso por ter transferido para o exterior do Vaticano, documentos ultra-secretos que podem abalar os alicerces da Igreja Católica.

Paolo roubou documentos da Biblioteca do Vaticano, que provam de forma inequívoca que Jesus Cristo era casado com Maria Madalena, que teve 10 filhos com Maria Madalena e que nunca foi crucificado pelos romanos, pelo contrário, Cristo sucedeu a Tibério e em 45 tornou-se Imperador de Roma. Porém, Bento XVI não está lá muito preocupado com estas revelações sobre Cristo, o que aterroriza a Santa Sé são os documentos que mostram as ligações do Banco do Vaticano ao BPN de Oliveira e Costa, à SLN de Dias Loureiro e à Ongoing de Silva Carvalho. E sobretudo, a divulgação dos milhares de SMS trocados entre Bento XVI e Miguel Relvas. A.M

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo