Egípcios afinal não podem fornicar mulheres mortas mas apenas levá-las a jantar fora e depois logo se vê como a noite corre

Vítor Elias 5 de Maio de 2012

A notícia que se espalhou por todo o Mundo, dando conta que a partir de agora os egípcios seriam legalmente autorizados a terem sexo com as esposas mortas, afinal era falsa.

O IP confirmou a falsidade da notícia e apurou que, na realidade, os egípcios apenas poderão convidar as mulheres mortas para um jantar à luz das velas e uma ida ao cinema, bem como para beberem um chá de menta num bar depois da sessão, sendo que, a partir daí, a noite é uma criança e tudo pode acontecer. Mas, como qualquer homem sabe, não necessariamente uma estrondosa noite de sexo, podendo a esposa defunta resistir aos avanços sedutores do ex-marido, dar-lhe um simples beijo no rosto, trocarem números de telefone e apanhar um táxi para o cemitério, deixando o pobre egípcio a matutar no que terá corrido mal e conformando-se em entrar noutro bar qualquer para tentar engatar uma mulher defunta que já esteja bêbeda e com os níveis de exigência no mínimo ou que seja leitora da “Happy” e portanto esteja pronta, sem preconceitos, para tudo. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo