George Clooney foi detido à porta do Conselho de Arbitragem

Mário Botequilha 20 de Março de 2012

Reincidiu. Depois de ter sido levado pela polícia, durante uma manifestação junto à embaixada do Sudão, em Washington, o actor George Clooney foi esta tarde detido pela PSP, quando falava a três transeuntes indefesos, com um megafone e em cima de um táxi, em frente ao Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

Clooney, que é sportinguista pelo lado de uma tia-avó falida com 15 apelidos, pediu a irradiação do árbitro Bruno Paixão do futebol, prometeu a produção de uma prequela da saga de Danny Ocean, o “Ocean’s Barcelos”, e responsabilizou Bruno Paixão pelas alterações climáticas, o aumento do gasóleo, a cerveja com sabor a groselha, Catroga, as pessoas que vestem roupa aos cães, a maçonaria e o “Sounds of silence” em flautas de pã como música de fundo num elevador de onde não se pode fugir. MB


SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo