Emigrantes que pagam dezenas de portagens desde a Suíça, França e Alemanha dizem que vão deixar de passar férias em Portugal por causa das portagens nacionais

António Marques 4 de Dezembro de 2011

Os emigrantes contestam as portagens nas SCUT e ameaçam não vir de férias a Portugal em Agosto, o que é melhor para eles, pois metade morre nas estradas antes de cá chegar.

A ameaça não preocupa népia o governo, (desde que mandem as remessas de euros, é bom que esses parolos não venham cá envergonhar os portugueses “fashion” com carros, roupas e sotaques foleiros), mas preocupa imenso o José Malhoa, o Emanuel, a Romana e a Ruth Marlene (a estrela Tony Carreira atingiu o patamar dos U2, para ele o Olímpia de Paris já é uma espelunca). O IP falou com João, que vive há 40 anos em França: “ Para chegar a Portugal já pago portagens em Bordéus, Toulouse, Grenoble, Lille, Nice, Brest, Lens, Limoges, Montpellier, Metz, Baiona, Cáceres, Cádiz, Huelva, Ceuta, Valência, Sevilha e Santiago de Compostela e agora vou ter de pagar portagem em Bragança!? Vão a la merde! Merde é merda em francês. “. A.M



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo