Valdemar Duarte garante que os insultos do presidente do FC Porto foram frouxos e sem qualidade nenhuma

Vítor Elias 29 de Novembro de 2011

Valdemar Duarte, o jornalista desportivo da TVI insultado por Pinto da Costa, veio afirmar hoje ao nosso jornal que os insultos eram “muito fraquinhos” e “não tinham ponta por onde se lhes pegasse”.

Valdemar Duarte, conhecido por ser ostensivamente incapaz nos seus comentários de reconhecer qualquer coisa bem feita por jogadores e treinadores do FC Porto, garantiu que os insultos de Pinto da Costa foram “frouxos com a visão de jogo do Moutinho” e passaram-lhe “completamente ao lado, como um remate do zarolho do Hulk a caminho da baliza”. “Se fosse o grande Luís Filipe Vieira, aí sim, os insultos seriam da mais refinada qualidade”, explicou o jornalista da TVI, tendo a certeza que o presidente do Benfica lhe teria dito “Mulo de judeu, marido de rameira fina, o Aimar não se atirou para a piscina! Cornudo, abantesma e rascão, ninguém levou uma cabeçada do Luisão! Sandeu carrapatento, barzoneiro escarnefucheiro, antes de tocar no jogador o Javi Garcia toca na bola primeiro! Refião, beiçudo, filho de uma cagamerdeira, quem disse que estava fora-de-jogo o Maxi Pereira?! Burrela, emboladeiro, neto da cagarrinhosa, conspurcas assim a memória do Simão Sabrosa? Trogalho, sandivarrão, alarve de má corrença, quem te dera chegar ao rabalho do Olegário Benquerença!”, estando ainda Valdemar Duarte convencido que Luís Filipe Vieira começaria por insultá-lo em Latim. VE



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo