Bruxo dá aulas a futuros médicos e recomenda os bigodes de rato genéricos, o sangue de morcego genérico e a galinha genérica enterrada em noite de Lua cheia genérica

António Marques 15 de Novembro de 2011

Os alunos de Enfermagem de Vila Real convidaram Fernando Nogueira, o “bruxo de Fafe” para uma palestra sobre medicina. Fernando Nogueira é um dos “ Barões da bruxaria”, como Azevedo Soares, bruxo de Alijó; Miguel Veiga, bruxo do Porto; António Capucho, bruxo de Cascais; Ângelo Correia, bruxo de Marraquexe; Eurico de Melo, bruxo de Seia e Pacheco Pereira, bruxo da Marmeleira.

Os médicos e enfermeiros de Vila Real ainda recorrem à feitiçaria quando a Medicina falha. Já na vizinha Bragança, a feitiçaria é perseguida e ontem foram queimadas vivas 15 mulheres que tinham um gato preto, sinal de adoração ao Diabo. O bruxo de Fafe defendeu as bruxarias genéricas, mais baratas que as bruxarias de marca. O Bastonário da Ordem dos Bruxos condenou esta afirmação, defendendo que as bruxarias devem vir das Escolas de Feitiçaria Pfizer Whitch, Bayer Whitch, Wyeth Whitch ou GlaxoSmithKline Whitch. AM



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.


Tópicos

Últimas

Do arquivo