Biografia de Vicent Van Gogh revela que morreu alvejado por uma bala perdida em Setúbal

Vítor Elias 17 de Outubro de 2011

Uma nova biografia de Vincent Van Gogh, dos autores Steven Naifeh e Gregory White Smith, vencedores de um Pulitzer, defende que o pintor não se suicidou, mas morreu alvejado acidentalmente por dois rapazes.

Segundo Steven Naifeh e Gregory White Smith, Van Gogh também não seria holandês, mas português, e moraria no Bairro da Bela Vista, em Setúbal, onde seria vitimado por dois membros de um gangue que estavam a disparar sobre um gangue rival da Margem Sul. Ainda segundo a nova biografia, Van Gogh não era cortado a própria orelha, tendo esta na realidade sido cortada da sua cabeça pelo futebolista ex-internacional Miguel, usando um copo de imperial partido. VE



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo