Ditadores aproveitaram a atenção dada pelos principais jornais do mundo à dívida da Madeira para chacinarem as suas populações sem ninguém notar

Vítor Elias 2 de Outubro de 2011

Vários ditadores aproveitaram estes dias, enquanto todos os jornais, desde o “Wall Street Journal” ao “New York Times”, se debruçavam sobre as intrujices de Alberto João Jardim, para chacinarem à vontade as suas populações.

Bashar al-Assad, por exemplo, aproveitou as atenções dadas ao buraco escondido nas contas madeirenses para mandar as suas tropas matarem no Domingo centenas de protestantes em Deraa, voltando à cidade na quarta-feira, quando os jornais internacionais deram atenção ao novo buraco descoberto na Madeira, para acabarem com qualquer sobrevivente que ainda esperneasse. VE




SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo