Homem disléxico que ia matar a mulher e a seguir suicidar-se, suicidou-se antes de matar a mulher

António Marques 25 de Setembro de 2011

A dislexia é um distúrbio que impede a aprendizagem das palavras. Os disléxicos têm dificuldades em associar o som à letra, como Rui Reininho, trocam letras, como Jorge Palma bêbado ou escrevem-nas na ordem inversa, como fazem os políticos quando chegam ao poder.

A dislexia faz com que se confunda a direita com a esquerda, como sucede no actual PS. Esta semana, um homem disléxico pretendia matar a mulher (os disléxicos são pessoas normais como todos nós) e suicidar-se a seguir, tendo trocado a ordem dos actos, matando-se primeiro. Já um casal de disléxicos preencheu primeiro os papéis do divórcio e só depois se casou. Na cama com a namorada, um disléxico adormeceu antes do sexo e, numa outra ocasião, saiu de casa dela de mansinho antes do sexo. Já uma mulher disléxica, na cama com o namorado, discutiu a relação 5 horas, antes do sexo. Perdão, esta não era disléxica, era normal. AM




SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.




Tópicos

Últimas

Do arquivo